10/01/20 | 14:37
Com mais de 40 obras em execução, prefeitura usa fiscalização e controle para garantir eficiência

Prefeito Arthur Neto em reunião com secretários. Fotos: Marcio James.

Com 40 obras contratadas em execução, a Prefeitura de Manaus está utilizando todos os recursos de eficiência em gestão para garantir que as obras planejadas sejam entregues com qualidade, preço justo e que todos os prazos sejam cumpridos. A fiscalização e controle dos trabalhos, feitos por profissionais treinados e qualificados, são parte importante desse trabalho e alimentam o sistema compartilhado de informações que vão parar, literalmente, nas mãos do prefeito Arthur Virgílio Neto, que acompanha tudo por meio de um tablet.

“Isso funciona como uma empresa, uma grande empresa, onde temos o planejamento, a gestão dos recursos e a fiscalização e o controle do que estamos fazendo. A única diferença é que nas empresas o objetivo é o lucro e aqui o objetivo é o bem-estar social”, afirmou o prefeito Arthur Neto, na manhã desta quinta-feira, 9/1, durante reunião com os seus secretários e técnicos, para avaliar o último resultado apresentado na fiscalização e controle das obras.

Nesses encontros, que ocorrem periodicamente, é possível avaliar os problemas e as soluções para cada possível atraso na realização das obras e cobrar resultados diretamente da fonte, ou seja, dos empresários responsáveis pela execução dos serviços.

Construção de escolas e creches, habitações populares, unidades básicas de saúde, feiras e mercados e aparelhos comunitários de esporte e lazer fazem parte do conjunto de obras que estão em execução, além do programa de obra de infraestrutura urbana, que está recapeando mais de 400 quilômetros de ruas em toda a cidade, o Requalifica, a construção de dois anéis viários, um na avenida Constantino Nery e outro na avenida Max Teixeira, em frente à entrada do conjunto Manoa, e a revitalização viária de todo o Distrito Industrial.

“É importante que tenhamos essa eficiência na gestão das obras e dos recursos públicos e os instrumentos necessários para fiscalizarmos a execução de cada uma delas, para não perdermos o rumo”, afirmou o prefeito. “Eu contrato a obra e fico acompanhando a evolução dos resultados por meio do meu tablet, e quando vou fazer uma visita ao local, tenho informação suficiente para saber se o que o empresário está me dizendo é real ou não. Se ele vai ter condições de cumprir os prazos ou não. E de adotar as medidas que forem necessárias”, completou.

No conjunto de esforços que a Prefeitura de Manaus mantém, há três comissões de licitação, um grupo de fiscais treinados, e uma comissão de ética que verifica o desempenho em todos os contratos e que, em última análise, pode determinar punições aos maus fornecedores, afastando-os do serviço público por tempo indeterminado.

Fiscal número um

O próprio prefeito Arthur Neto é um fiscal das obras e serviços públicos. Diariamente, ele visita, em média, de duas a três obras em andamento. Nesta quinta-feira, por exemplo, ele retornou à comunidade São José dos Campos, bairro São José 2, zona Leste, para vistoriar os trabalhos de recapeamento, que estão sendo feitos em dois corredores importantes: as ruas 21 e 22, que interligam as zonas Norte e Leste, desde a Colina do Aleixo, bairro Novo Aleixo, chegando às avenidas Marginal, já recapeada, até a avenida Autaz Mirim. Desde a última semana de dezembro, o prefeito tem ido quase que diariamente aos locais.

Entre os serviços realizados na comunidade São José dos Campos estão recapeamento, tapa-buracos, dragagem e limpeza de igarapé, capinação e limpeza das ruas, assim como recapeamento e tapa-buracos no bairro Novo Aleixo. Entre os dois bairros estão mais de cinco quilômetros de obras da última etapa do corredor do Mindu, que estão sendo realizadas pela Prefeitura de Manaus e que serão entregues este ano, mas que já dão uma nova cara ao local.

“É uma obra que ninguém acreditava que alguém fosse executar. Quando eu assumi estava tudo parado e eu recuperei o crédito junto à Caixa Econômica e fiz praticamente todo o corredor do Mindu. E essas obras que estamos fazendo nas laterais vão valorizando as casas e nós abrimos vários espaços para construir aparelhos comunitários para o lazer e o esporte da população”, afirmou o prefeito.

— — —

Texto – Jacira Oliveira / Semcom

Fotos – Márcio James / Semcom